Vídeo “O silêncio de um bandolim” à memória de Adalberto Remédios

Adalberto Remedios tocando bandolim na Casa de Macau de S.Paulo (11)

Da esquerda: Acaio d’Assumpção, Xico Rodrigues, Adalberto e Clemente Badaraco. Era 2010.

O que o Adalberto Remédios mais gostava era tocar o seu bandolim. Uma paixão desde jovem nos bons tempos antigos de Macau (ex-território português na China).

Costumava tocar nas festas e atividades externas da Casa de Macau de São Paulo, formando um trio com o Clemente Badaraco (viola/violão/bandolim) e Manuel Ramos (baixo/percussão), até se mudar com a esposa Nice para Arealva, um município do interior do Estado de São Paulo, Brasil, próximo de Bauru.  Uma cidade pequena e tranquila onde o bom bandolinista ainda tocava seu bandolim quando havia oportunidade.

Adalberto teve o gosto de deixar a sua marca com o bandolim quando foi produzido um CD particular com as melhores músicas portuguesas e macaenses, muitas eram antigas marchas. A gravação feita em São Paulo com o Clemente “Neco” Badaraco, e em Toronto/Canadá contou a participação do John “Biju” Hetherland. Fizeram distribuição gratuita no Brasil, em Macau, Canadá e noutros lugares do mundo macaense. Denominavam-se “Trio Macaense”, lembrando os saudosos tempos da juventude em Macau.

Outro prazer que teve para registrar na sua vida musical, foi a apresentação no Encontro das Comunidades Macaenses de 2004, em Macau, com o Trio Macaense+1, e no palco com os The Thunders na execução da música “Macau”, praticamente um hino macaense. Foi uma inovação idealizada pelo saudoso Alex Airosa.

O vídeo que aqui podem ver, foi feito na Casa de Macau de São Paulo em 2010, vindo de Arealva quando já lá morava, para participar da festa de aniversário da associação. Trazia o bandolim consigo, seu companheiro, Foi bom para matar as saudades, e foi a última vez que o som deste bandolim ecoou no recinto da Casa que já presenciara várias das suas apresentações.

Em Maio de 2017, o seu bandolim silenciou … Adalberto partiu para o descanso eterno. No trem da vida, desembarcou na estação Céu já com mais de 80 anos! Quem sabe, lá está a tocar o seu bandolim para o deleite dos companheiros da vida eterna no paraíso.

Ficam aqui as saudades …

Adalberto Remedios tocando bandolim na Casa de Macau de S.Paulo (07).edit

Adalberto Remédios. Imagem capturada do vídeo

Adalberto Remedios tocando bandolim na Casa de Macau de S.Paulo (02).edit

Com António Mendonça e saudoso Acaio d’Assumpção. Imagem capturada do vídeo

Adalberto Remedios tocando bandolim na Casa de Macau de S.Paulo (06).edit

No bandolim, o amor pela Macau portuguesa. Imagem capturada do vídeo

Adalberto Remedios tocando bandolim na Casa de Macau de S.Paulo (05).edit

Dizia que a sua forma de tocar o bandolim à macaense era diferente do brasileiro. Imagem capturada do vídeo

Adalberto Remedios tocando bandolim na Casa de Macau de S.Paulo (04).edit

Imagem capturada do vídeo

Adalberto Remedios no Encontro Comunidades Macaenses 2014 03

Trio Macaense+1. Da esquerda: John “Biju” Hetherland, Adalberto Remédios, Clemente Badaraco e Manuel Ramos

Adalberto Remedios no Encontro Comunidades Macaenses 2014 04

Apresentação na festa realizada no Jardim de Infância no Encontro das Comunidades Macaenses Macau 2004

Adalberto Remedios no Encontro Comunidades Macaenses 2014 01

Foto com membros da Tuna Macaense, Achiam e Lameiras

Adalberto Remedios no Encontro Comunidades Macaenses 2014 02

Participação na canção Macau com os The Thunders

Adalberto Remedios e o trio Macaense.capa do cd

O CD particular do Trio Macaense, sem fins comerciais. Complementando a capa, os anjos e o escudo português da antiga bandeira do Leal Senado e a frase “união macaense”

Adalberto Remedios tocando bandolim na Casa de Macau de S.Paulo em 2006 (09)

Vindo de Arealva, tocou na Casa de Macau de São Paulo em 2006.

  • Vídeo e fotografia de/photos by: Rogério P D Luz (autor do blog P.M.M.)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s