O Ano Novo chinês celebrado pela comunidade macaense de São Paulo

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (03)

Para celebrar o Ano Novo chinês de 2018, dando início ao Ano do Cão, a Casa de Macau de São Paulo reuniu a comunidade macaense e amigos para um almoço especial, recheado de boa comida chinesa de dar água na boca.

Era a oportunidade para comer, infelizmente, uma vez ao ano, o chái, ou comida de bonzo (monge budista chinês) ou Bhudda’s delight (deleite do Buda). A rigor, dizem que é um prato fácil de preparar, mas poucos se propõem a prepará-lo fora da época da festividade chinesa, e nem se encontra nos restaurantes chineses em São Paulo.  Não sou um homem de cozinha, tanto que nem vou comentar dos ingredientes e a forma de preparo.

A associação macaense recomendou aos associados que trajassem vestuários chineses para dar o clima da festa, e assim foi atendida por parte dos participantes que somavam cerca de uma centena.  Aliás a Casa de Macau caminha na promoção das suas festas, mais para dar um tom familiar, tirando aspectos de formalidades como se procurou a dar até um certo tempo. Afinal de contas a proposta original de fundação da Casa de Macau era principalmente ser um local para reunir conterrâneos e membros da comunidade macaense. Um ponto de encontro, e só! Mais que isso, é viajar na maionese para o que não somos e nem podemos ser, tal como embaixadores, homens de negócios para Macau, as portas para China e etc. Uma ficção! Isto é um assunto que pode ser abordado numa outra oportunidade.

Cardápio do almoço

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (04)

Isto aqui é um chái, uma delícia:

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (06)
Isto aqui é um chái, uma delícia

Para os amantes da comida chinesa, um almoço dos deuses:

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (05)
para os amantes da comida chinesa, um almoço dos deuses

Da esquerda: Porco Agridoce (Ku Lôu Iôc) e Alface Americana com Cogumelo Chinês (Tông Kú Sán Chói):

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (07)
da esquerda: Porco Agridoce (Ku Lôu Iôc) e Alface Americana com Cogumelo Chinês (Tông Kú Sán Chói)

Lou Mei:

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (08)
Lou Mei

Pato Assado (Siu Áp):

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (09)
Pato Assado (Siu Áp)

Lombo Assado com especiarias (Chá Siu):

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (10)
Lombo Assado com especiarias (Chá Siu)

Antes do almoço teve queima de fogos para afugentar os maus espíritos do ano que está para começar.

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (11)

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (12)O ambiente e convívio dos associados e amigos:

 

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (14)

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (15)

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (16)

 

Vamos almoçar?

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (18)

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (19)

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (20)

Foto abaixo: Da esquerda: Natércia Luz Silva, Terezinha Gomes, Fina Silva Ribas (a chef da cozinha), Beatriz Lau Silva e Yolanda da Luz Ramos:

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (02)
da esquerda: Natércia Luz Silva, Terezinha Gomes, Fina Silva Ribas (a chef da cozinha), Beatriz Lau Silva e Yolanda da Luz Ramos

A cantar uma canção tradicional chinesa de ano novo lunar:

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (21)
A cantar uma canção tradicional chinesa de ano novo lunar

Beatriz Lau Silva, esposa de Eduardo Silva, cantou uma canção em mandarim:

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (22)
Beatriz Lau Silva, esposa de Eduardo Silva, cantou uma canção em mandarim

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (23)

Grace Hsui do Rosário (esposa do falecido Ricky do Rosário) cantou algumas canções chinesas:

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (24)
Grace Hsui do Rosário (esposa do falecido Ricky do Rosário) cantou algumas canções chinesas

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (25)

Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (26)
Para o chá da tarde teve Chácha (doce de feijão azuki com sagú e côco) e Pasteis Chineses com Recheio de Caril de Carne Moída (Ká Li Kók)
Casa Macau S.Paulo Ano Novo chines 2018 (01)
E olha nós aqui

José Noronha, passados 63 anos, exibe foto de 1954 com ele na ponta esquerda (veja postagem anterior):

Macaense memoria de Jose Noronha de 1954 (03)
José Noronha, passados 63 anos, exibe foto de 1954 com ele na ponta esquerda (veja postagem anterior)

Da esquerda: José Noronha, João de Deus Gomes e João Reginaldo Castilho:

Macaense memoria de Jose Noronha de 1954 (01)
Da esquerda: José Noronha, João de Deus Gomes e João Reginaldo Castilho
  • Texto e fotos por Rogério P D Luz
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s