Memórias de Macau de Todos os Tempos (02)

Imagens que trazem saudosas lembranças daquela Macau que não existe mais, mas que permanece viva na nossa memória e nas fotografias a seguir publicadas de forma aleatória, a procurar dar uma descrição a confirmar ou corrigir. O que vale mesmo é o que se diz – recordar é viver! As fotos são dos anos 50 e 60.

Memorias de Macau acervo Rogerio P D Luz Projecto Memoria Macaense 108

A minha mãe Maria Marcelina da Luz, a 2ª da fila, a prestar juramento a Nossa Senhora como membro da Legião Maria (é o que julgo ser). Isto na Sé Catedral de Macau.

Memorias de Macau acervo Rogerio P D Luz Projecto Memoria Macaense 109

A minha mãe Maria Marcelina da Luz, de óculos após prestar juramento a Nossa Senhora como membro da Legião Maria (é o que julgo ser). Isto na Sé Catedral de Macau.

Memorias de Macau acervo Rogerio P D Luz Projecto Memoria Macaense 110

Julgo que foi Crisma na Igreja de São Lourenço da qual participou meu irmão Álvaro da Luz.

Memorias de Macau acervo Rogerio P D Luz Projecto Memoria Macaense 111

Almoço de confraternização das legionárias de Maria com o Padre Manuel Moreira.

Memorias de Macau acervo Rogerio P D Luz Projecto Memoria Macaense 112

Crisma na Igreja de São Lourenço com o meu irmão Álvaro da Luz no microfone ao lado do Padre Moreira.

Memorias de Macau acervo Rogerio P D Luz Projecto Memoria Macaense 113

Jantar oferecido pelos meus pais Álvaro Xavier da Luz e Marcelina da Luz no Hotel Central no casamento do meu irmão José da Luz.

Memorias de Macau acervo Rogerio P D Luz Projecto Memoria Macaense 114

Convidados se reúnem na sacristia após o casamento do meu irmão José da Luz com Fátima Ferreira, que sentados na mesa assinam os papéis.

Memorias de Macau acervo Rogerio P D Luz Projecto Memoria Macaense 115

Baptizado na qual a minha mãe Marcelina foi madrinha.

Memorias de Macau acervo Rogerio P D Luz Projecto Memoria Macaense 116

O sino enfeitado com flores na porta da Igreja de São Lourenço no casamento de um dos meus irmãos.

Memorias de Macau acervo Rogerio P D Luz Projecto Memoria Macaense 117

Piquenique no Coloane ou Taipa com o autor do Projecto Memória Macaense, Rogério P D Luz, escondido atrás do irmão Álvaro

Memorias de Macau acervo Rogerio P D Luz Projecto Memoria Macaense 118

Albert Poon, extenuado, após empurrar o seu Brabham desde a curva do Reservatório com problemas com a bomba de combustível, obrigando-o a abandonar o Grande Prémio de Macau de 1967

Memorias de Macau acervo Rogerio P D Luz Projecto Memoria Macaense 119

Foto de um Grande Prémio de Macau tirada da mureta do Hospital Conde São Januário, que mostra a Praia Grande sem prédios e com a arena para touradas (à direita)

Anúncios

1 comentário

  1. Tantas pessoas, tantas caras conhecidas cujos nomes já afastaram da minha memória, tantos colegas da escola, tantos padres da nossa educação, tantas memórias que desaparecerão conosco em tempo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s