Dia de Macau – 24 de Junho de 2022 celebra 400 anos da maior derrota dos holandeses no Oriente, e Manuel V. Basílio nos conta como foi

Hoje, 24 de Junho de 2022, comemora-se 400 anos de “A Maior Derrota dos Holandeses no Oriente” na sua tentativa de tomar Macau dos portugueses.

Até a transição de soberania de Macau, de Portugal para a República Popular da China, em 20 de Dezembro de 1999, a data era comemorada como “DIA DE MACAU” ou “DIA DA CIDADE”. Parcela da Comunidade Macaense mundial ainda comemora a data com a mesma denominação, e outra, como dia de São João Baptista, o Padroeiro da cidade.

Para comemorar a data, publicamos excertos do livro de Manuel V. Basílio – A Maior Derrota dos Holandeses no Oriente – gentilmente cedidos pelo autor a este blogue e que bem contam a sua história em ricos detalhes, fruto de extenuante trabalho de pesquisa em diversas publicações, inclusive na língua inglesa.

O Manuel V. Basílio vem fazendo seus trabalhos de pesquisa sobre a história de Macau, resultando em publicações neste blogue Crónicas Macaenses, no Jornal Tribuna de Macau e em livros escritos na língua portuguesa e traduzidos para a língua chinesa. Parabéns ao autor, e que venham mais obras contando com o apoio de divulgação por qualquer entidade e instituição macaense e portuguesa, como já se verifica com seus trabalhos publicados.

Este blogue, há anos, vem incentivando a comemoração da data como Dia de Macau, mesmo que seja hoje uma data histórica mas que ainda reside no coração dos macaenses, pois, se os holandeses tivessem tomado Macau e expulsado os portugueses, existiria esta gente Macaense, resultante de mistura de raças, principalmente da portuguesa?

EXCERTOS DO LIVRO DE MANUEL V. BASILIO, INTITULADO

“A MAIOR DERROTA DOS HOLANDESES NO ORIENTE”

EDITADO EM FEVEREIRO DE 2022,

PARA COMEMORAR OS 400 ANOS DA BATALHA DE MACAU,

OCORRIDA NO DIA 24 DE JUNHO DE 1622

O livro descreve não só a Batalha de Macau, como também outros temas relacionados com a invasão dos holandeses no ano de 1622, tais como as celebrações que tiveram lugar ao longo dos séculos, as vicissitudes quanto ao cumprimento do “voto” da Cidade, as festas em honra de São João Baptista, o primeiro Padroeiro da Cidade de Macau, incluindo as festas dos santos populares que se realizaram sobretudo no século passado e, como não podia deixar de ser, a iniciativa que foi tomada em meados do século XIX para a edificação do Monumento da Vitória, destinada a comemorar o feito heróico praticado pelos nossos antepassados, naquele memorável dia 24 de Junho, que até à transição da administração portuguesa para a República Popular da China, era designado e celebrado como DIA DA CIDADE

Livro do Manuel V. Basílio

Como consta do preâmbulo, o livro é especialmente dedicado:

À MEMÓRIA DE
todos aqueles portugueses,
moradores, filhos da terra e “moços” que,
há QUATROCENTOS ANOS,
valentemente defenderam a Cidade de Macau
contra a invasão dos holandeses,
tendo, naquele memorável dia
24 de Junho de 1622,
infligido aos holandeses
a maior derrota que sofreram no Oriente.

Para recordar a BATALHA DE MACAU, foram extraídas partes do referido livro.

PARA LER A HISTÓRIA DOS 400 ANOS DE – A MAIOR DERROTA DOS HOLANDESES NO ORIENTE – ACESSE A POSTAGEM DO BLOG COLIGADO – CRÓNICAS MACAENSES – NO LINK ABAIXO:

https://cronicasmacaenses.com/2022/06/24/dia-de-macau-24-de-junho-de-2022-celebra-400-anos-da-maior-derrota-dos-holandeses-no-oriente-e-manuel-v-basilio-nos-conta-como-foi/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s